FEMINICÍDIO POLÍTICO

12 ABR Biografia JPEG

Trabalhadora morta pelas convicções, aquelas mesmas que lhe fizeram vereadora. Os assassinos permanecem na sombra pela falta de coragem das entidades de segurança, por ter diversos gatos na tuba. Matar é algo ruim, matar mulher é pior ainda e, matar para calar a boca é covarde e ignorante demais – ate+

feminicidio

Anúncios

INTERESSEIROS MUNICIPAIS, ESTADUAIS E FEDERAIS

INTERESSEIROS MUNICIPAIS: Em Nova Petrópolis é realizado o Festival de Folclore para demonstrar a cultura alemã e outras similares, no qual e anualmente, a Assoc. Olhares da Serra recolhia cortes de cabelo, toucas e mantas para os pacientes com câncer. Em 2018 a comissão organizadora negou a colocação do posto de coleta alegando motivos bem menores dos que as cabeças carecas e debilitamento dos pacientes oncológicos. Num claro desinteresse pela saúde da própria cultura alemã e similares. Enviamos esta carta aos jornais para divulgar o novo sistema de coleta.

A5 para mídia 2018 cancer

INTERESSEIROS FEDERAIS: Após a votação que proibiu a comercialização da agricultura orgânica nos mercados, numa fútil tentativa devido a ser um tipo de alimentação em crescimento na sociedade e demonstrando uma submissão aos grupos e indústrias que produzem químicos e pagam muito bem, continuam degringolando o congresso.

Desta vez, votam em projetos de um aumento fenomenal dos gastos públicos e desonerações, que também resultam na perda de receita. Entre algumas medidas positivas, como a venda direta dos produtores de etanol aos postos de combustível, há os estapafúrdios benefícios concedidos a indústria de refrigerantes de Manaus e a criação de mais 300 municípios, numa festa dos vindouros cargos públicos e do tesouro nacional. Retiraram ajudas ao esporte e educação e, protegem a “cada vez mais furada” indústria do refri, em afronta direta ao sistema médico que lida com a crescente obesidade infantil e juvenil. Pais e educadores façam a sua parte – ate+

refrigerante-adolescente

400 GRAMAS POR REFEIÇÃO…

UM CÁLCULO POR CIMA DO CONSUMO POR REFEIÇÃO, NUM PESO DE 400 GRS., POR PESSOA, incluindo líquidos, numa percentagem média…5 refeições diárias = 2 kg. por dia.

PIRAMIDE 2015

2 kg de alimentos por dia, numa semana = 14 kg…num mês, x 30 = 429 kg…num ano, x 12 = 5.040 kg…em 60 anos = 302.400 kg ou 302 toneladas de alimento numa vida.

comilãoSem mencionar o que resulta dessa comilança toda…vasos_sanitarios_b7a3_300x300 É MUITA COMIDA, COM EXCESSOS NA OBESIDADE E NA OUTRA PONTA, FOME; DOENÇAS CRIADAS NA DIGESTÃO DE TUDO ISSO, VIVER DE REMÉDIOS…ME DÁ A IMPRESSÃO QUE NÃO VALE A PENA – ate+

COPA DA RÚSSIA II

Já que caímos fora vamos torcer pela Croacia, que nunca ganhou uma copa.

IMG_2221

Todo esporte é bom, mas sem cair no vicio, como muitos falam de que o “futebol é o ópio do povo”. Queremos distração, isso é inviolável. A grande massa informe e anônima, mais do que educação e emprego, quer oba oba. Também queremos saber mais do que os outros em matéria de chuteiras, e desqualificar quem não concorda conosco. A bobinha lei do mais forte, tipo sagueiro gigante contra ataque leve. Já falaram que somos tribais, grupo contra grupo, tribo contra tribo, tipo o Grenal.

Entrar de salto alto é mortal, como fizemos em 1950 e, Alemanha fez nesta copa. A goleada contra o Brasil fez um tremendo estrago na fria organização germânica, eficiente e mortal. Que o Brasil copie os 4 que ficaram, nada tem de vergonha. Praticam um futebol mais contundente, erram menos chutes e cabeceadas a gol.

ETERNA FÁBRICA. Abastecemos o mercado internacional faz tempo, e como sempre o problema é o exagero. A CBF deveria manter uma seleção fixa, com a prata da casa, que seria enriquecida pelas estrelas durante os eventos. Joga quem estiver melhor.

Hiltor Bombach: na Europa joga-se o Brasileiro da série A, na Ásia o Brasileiro da série B e, por aqui, o Brasileiro da série C. Assim não dá!

bra

ESTRADAS SUSTENTÁVEIS COM PLÁSTICO

Uma empresa escocesa desenvolveu um granulado feito a partir de plástico reciclado, que depois é utilizado no processo de asfaltamento. As “estradas de plástico” já são uma realidade no Reino Unido, Canadá e na Austrália.

As estradas de plástico são uma das formas de aproveitar os resíduos plásticos que diariamente desperdiçamos. Esses resíduos, associados a graves problemas de poluição nos oceanos, podem agora ser utilizados para fazer estradas a partir de milhões de garrafas ou sacos de plástico.

O engenheiro escocês Toby McCartney e seus dois sócios andaram durante muito tempo testando a ideia: em uma panela, derreteram vários plásticos, como garrafas, fraldas e sacos de compras. McCartney procurava a receita perfeita para as estradas ecológicas, segundo a CNN.

“Fizemos entre cinco e seis centenas de designs diferentes de polímeros – substância criada através da junção de várias unidades similares – até encontrarmos um que realmente funcionasse”, contou o escocês.

A receita final de plásticos misturados é depois adicionada ao asfalto comum, criando uma estrada mais forte e duradoura. “Queremos resolver dois problemas mundiais. Por um lado, a chamada epidemia do lixo e, por outro lado, a má qualidade das estradas”, explicou.

IMG_2218

A TECNOLOGIA SERÁ A SALVAÇÃO DA HUMANIDADE – até+

 

ESTRANGEIROS DANDO O EXEMPLO E EMPREGOS

O Brasil é reconhecidamente um país de contrastes. Mesmo assim poucas pessoas esperavam pela notícia de que sul-coreanos estão produzindo alimentos orgânicos na Bahia.

Por mais irônico que possa parecer, não se trata de fake news. Na verdade, o local escolhido foi uma fazenda na cidade de Formosa do Rio Preto, município baiano mais distante da cidade de Salvador.

São quase mil quilômetros separando a cidade de 21 mil habitantes da capital baiana. Talvez seja o sossego da região no oeste do estado que tenha chamado a atenção dos sul-coreanos. Segundo relatos de moradores publicados na Carta Capital, a “fazenda deles parece até uma cidade nova”.

IMG_2214

Oficialmente, a presença dos asiáticos em terras distantes da Bahia se deu pela escassez de terras na Coreia do Sul, fazendo com que a empresa de alimentos orgânicos Doalnara decidisse expandir sua atuação para o Brasil.

A transação para a compra da fazenda Oásis aconteceu por intermédio da subsidiária brasileira Bom Amigo, que adquiriu cerca de 10 mil hectares da vegetação em 2010 e desde o recebimento da licença ambiental está produzindo alimentos orgânicos em um espaço de mil hectares.

Aproximadamente 500 pessoas, vindas da Rússia, Estados Unidos, Coreia do Sul e Japão vivem na fazenda. A ideia é receber mais gente. O Oásis é um projeto ambicioso e em sua última colheita rendeu mais de 200 toneladas de alimentos orgânicos.

O trabalho no exterior se beneficia de uma lei aprovada em 2015 e que garante a estabilidade da produção agrícola fora do país. O Ministério da Agricultura da Coreia do Sul diz que as empresas acumularam 76 mil hectares de terra, produzindo mais de 426 mil toneladas de grãos fora de seus domínios só em 2016.

A informação chega em um momento complexo para a produção alimentícia no Brasil. Primeiro foi a aprovação de uma série de medidas, o chamado “pacote de veneno”, que vai liberar ainda mais o uso de agrotóxicos tornando o país o líder absoluto na utilização de pesticidas.

IMG_2215

Como se não bastasse, segundo o Hypeness, um projeto aprovado pela Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados quer proibir a comercialização de alimentos orgânicos em mercearias, mercados e sacolões. O problema é que estes espaços respondem por até 71% das vendas no varejo.

A MIAORIA DOS POLÍTICOS DE BRASÍLIA SOMENTE PENSA NO BOLSO E NUNCA NA SAÚDE DA POPULAÇÃO QUE VOTOU NELES, UMA VERGONHOSA VERDADE NACIONAL – até+